segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Quatro Mãos

Bom dia a todos!

Estive um bom tempo sumido daqui, devido à falta de tempo e correria do dia-a-dia, mas agora voltarei a atualizar frequentemente. Hoje, volto com um novo trabalho que eu e meu tio Dehon estamos desenvolvendo. Para quebrar um pouco a mesmice, este trabalho consiste em executar ao violão músicas utilizando quatro mãos. O que isso significa? Eu e meu tio tocamos dois arranjos de uma música ao mesmo tempo, utilizando apenas um violão. O vídeo abaixo pode explicar melhor como isso é feito:



A música do vídeo é Chiquita, de Waldir Azevedo. Para conseguirmos executar as músicas corretamente e sem uma mão atropelar a outra, precisamos antes definir um arranjo adequado para a execução, calculando onde e quando uma mão irá tocar e ajustando as demais. É um trabalho interessante, do qual as pessoas gostam bastante de assistir. Vale a pena o esforço!

Até a próxima!

3 comentários:

Choro das Três disse...

Oi Edu!
Ficou muito legal o arranjo de vocês tocando juntos!
Muito bom!
Beijos,

meninas do Choro das 3

O MERDA disse...

Eduardo, é imprescindível esta tua investida na produção e estudo do Choro. Teu blog, em si,tem um caráter de resistência cultural divulgando-o, para que os brasileiros não percam um dos gêneros musicais mais sublimes da sua identidade. Na atualidade, com o bombardeio de manifestações musicais pobres ( vide Dèja Vu: já vi isto antes - rsrs)— é preciso criar oportunidades para a preservação das nossas autênticas manifestações artísticas. Para isso, nada melhor do que divulgar o Choro, como você faz, que é a própria representação da alma brasileira.

Hoje,a juventude é bombardeada com músicas de péssima qualidade, muitas vezes apenas poluição sonora, e o teu blog, na contra-mão, vem pra ajudar a alimentar e revitalizar esse gênero musical tão nobre e rico por excelência.

Continue,

Acompanharei e divulgarei o blog sempre.

O MERDA disse...

Eduardo, é imprescindível esta tua investida na produção e estudo do Choro. Teu blog, em si,tem um caráter de resistência cultural divulgando-o, para que os brasileiros não percam um dos gêneros musicais mais sublimes da sua identidade. Na atualidade, com o bombardeio de manifestações musicais pobres ( vide Dèja Vu: já vi isto antes - rsrs)— é preciso criar oportunidades para a preservação das nossas autênticas manifestações artísticas. Para isso, nada melhor do que divulgar o Choro, como você faz, que é a própria representação da alma brasileira.

Hoje,a juventude é bombardeada com músicas de péssima qualidade, muitas vezes apenas poluição sonora, e o teu blog, na contra-mão, vem pra ajudar a alimentar e revitalizar esse gênero musical tão nobre e rico por excelência.

Continue,

Acompanharei e divulgarei o blog sempre.